Museu do Seringal

Duração: 2 horas


No Museu do Seringal, a abordagem central é o ano de 1912; época em que o Amazonas viveu o período do ciclo do borracha. No local encontramos os cenários elaborados para o filme “A Selva” – referência ao romance do autor, Ferreira de Castro. Segundo o texto, trata-se de uma história que se passou no interior do Estado, no inicio do século XX, registrado no diário de um jovem português, que trabalhava na extração de látex nas terras do seringal Vila Paraíso.


Back to Top